Pages

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Arte: profissão ou doutrina?

Como fazia tempo que eu não trazia nenhuma novidade ao meu blog, resolvi postar aqui mais críticas a respeito de Arte.
Hoje vou falar a respeito de um assunto mais global do que meramente obras, vanguardas artísticas ou artistas. Sempre que posso, comento a respeito de artistas que mudaram a nossa maneira de ver as coisas, mas também criei este espaço no blogspot para debater coisas polêmicas com relação ao mundo das Artes Visuais.
O artista é considerado diferente das pessoas normais, só que não é. Ele apenas consegue transmitir toda a sua inquietação interior para as suas obras de arte. Só que considerar isso uma profissão é uma coisa que têm dividido muitas opiniões.
Vemos isso até dentro da faculdade. As pessoas tendem a menosprezar o artista, porque sabem que "qualquer um" pode pegar uma roda de bicicleta e dizer que é Arte. Quem estuda mais sabe que não é bem assim. Claro que a Arte, assim como tudo, tem sempre um antro de pessoas arrogantes que julgam saber mais que os outros, julgando as suas produções artísticas melhores do que muitas pessoas com talento, só que com menos estudo. E, infelizmente, a arrogância é inerente a grande maioria da espécie humana.
Eu tenho notado que a maior parte das pessoas que entra na faculdade comemora como se tivesse ganhado a vida... E não é bem assim. A faculdade não é o fim, mas apenas o começo de tudo. Já vi muita gente com rei na barriga mesmo não tendo nem onde cair morto.
Por isso que eu nem culpo tanto as pessoas tão depreciativamente chamadas de "leigas" pela classe elitista "artística". Se elas quiserem achar Picasso, Van Gogh uma porcaria, eu vou entender... Concordo, se elas querem ser levadas a sério, tem é que dizer POR QUE acham isso. Não basta ficar só no achômetro.
A maior parte das pessoas considera Arte e cultura um desperdício, já que é coisa de gente que não tem mais o que fazer ou o que inventar. E sinceramente, até eu acho um absurdo um miquitório valer milhões (apesar de admirar Duchamp). Só acho que elas não se dão conta de que isso faz parte da história delas enquanto sociedade, e que a Arte é uma maneira do ser humano expressar toda a sua realidade e existência.
Meu Deus! Eu observo aqui em Rio Grande mesmo! Temos muitos museus, todos vazios, já que ninguém se interessa por cultura, e aqui lanço a minha questão: arte é doutrina ou profissão? Podemos até encontrar pessoas de Porto Alegre pra cima interessadas em Arte, no entanto é porque é uma cidade maior, portanto com mais pessoas. Questão de proporção. Tem gente ignorante? Tem, assim como em qualquer lugar, mas com certeza há de se encontrar pessoas mais interessadas.
Futuros profissionais de Arte como eu, como a própria palavra diz, encaram a Arte mais como profissão, mas porque em primeiro lugar escolhemos a Arte como doutrina de vida. O ramo das Artes Visuais é um onde tu tens que te doar, tens que procurar entender, tens que crer naquilo que tu estudas, se não... Tu não és artista. Talvez um estudante de Artes com um futuro medíocre pela frente.
Quem ingressa na profissão no ramo das Artes Visuais tem que saber que encontrará muito preconceito, e que terá que trabalhar bem com eles. Não alimentar a chacota dos outros, queixando-se do quanto somos discriminados e diferenciados dos outros cursos da universidade. Não somos médicos, advogados ou engenheiros, mas a nossa tarefa na sociedade é tão importante quanto a deles, já que somos nós quem procuramos entender o íntimo do ser humano. Ser humano não é só leis, carne e matemática, ser humano é sentimento, é complexidade em forma de matéria.
Escrevi esse post para extravasar um pouco essa frustração que tenho pelos dois lados: pelo lado dos artistas que se julgam a parte da sociedade, e por parte das pessoas que não procuram entendê-los.
  • Stumble This
  • Fav This With Technorati
  • Add To Del.icio.us
  • Digg This
  • Add To Facebook
  • Add To Yahoo

2 comentários:

rosalicolares disse...

Excelente texto, com muitas coisas a serem discutidas e reforçadas! A arte não é valorizada por que não é util do ponto de vista "utilitario" ( frase bem redundante).
E cara, eu fico com pena das pessoas daqui de rio grande e que fazem questão de não valorizar as produções locais, pq acabam perdendo muito! Uma coisa que eu noto em artistas de rio grande , e to falando dos populares mesmo, é que nenhum trabalho é feito sem uma base teorica, sem algo de util a se dizer. e isso é raro.
pedantismo vamos achar em todos os lugares, dnetro e fora da furg, mas...
e o artista é visto com alguem diferente, pq eles mesmo cultivaram essa auto imagem! vejam so o dali!
e se alguem é artista ou não, so o tempo o dira, e quanto aos arrogantes, que formam grupinhos em torno de mestres, e se auto intitulam grandes coisas, é como uma vez tu me ensinou: "pica pra eles"

camila disse...

muuuuito bem falado, ser artista não significar ser o bambam e sim compreender o ser humano como um todo.
Parabéns pelo texto

Postar um comentário

Serão aceitos somente comentários inerentes aos posts. Arte e somente Arte!

 
Copyright 2010 Arte comentada | Powered by Blogger.